Obesidade e Estresse

Por:Alessandro Assis
Notícias

27

out 2019

Um dos grandes problemas da modernidade são o estresse e a obesidade. Esse desafio do mundo moderno pode ser melhor tratado através da combinação:

  • Pensamentos conduzem a sentimentos.
  • Sentimentos conduzem a ações.
  • Ações conduzem a resultados.
  • Saúde é resultado, doença é resultado, estresse é resultado, obesidade é resultado.

O que a ciência diz sobre obesidade e estresse

O estresse está diretamente associado a obesidade e vice-versa. Estudos apontam que o estresse leva a um “overeating” e que indivíduos obesos apresentam elevado nível de estresse devidos a diversos fatores fisiológicos e psicológicos.⠀

Adicionalmente, o estresse pode interferir nos processos cognitivos como função executiva e auto-regulação e isto pode afetar o comportamento, como:

– consumo excessivo de alimentos com alto teor de calorias, gordura ou açúcar;⠀
– diminuição dos níveis de atividade física;⠀
– alteração do sono.⠀

O estresse desencadeia alterações fisiológicas no eixo hipotálamo-hipófise-adrenal, aquele eixo conhecido como “luta ou fuga”. Este eixo se associa ao processamento de recompensas no cérebro e ao microbioma intestinal. ⠀

A produção de hormônios e peptídeos como leptina, grelina e neuropeptídeo Y também pode ser estimulada em resposta ao estresse.⠀

A obesidade em si, já é um estado estressante devido a padrões corporais impostos pela cultura do corpo “saudável”.

Um recente artigo foi publicado sobre o assunto e aborda a contribuição do peso ao estresse e dos processos obesogênicos. Tomiyama, descreve um ciclo vicioso de estresse na obesidade e no estigma no estresse.⠀

Os atuais esforços de prevenção da obesidade concentram-se em alimentação e atividade física, ambos podem modular a resposta ao estresse.⠀

Busque o seu equilíbrio com o Slim 8

E você? Como andam o estresse e o controle do peso? Na Pratic entendemos que nossa vida acontece em pelo menos 4 planos distintos; mundo físico, mundo mental, mundo emocional e o mundo espiritual. Para quem deseja um reequilíbrio desses 4 planos criamos o Slim 8.

No Slim 8 o primeiro elemento da mudança é a conscientização. O segundo elemento da mudança é o entendimento. O terceiro elemento da mudança é a dissociação. E o quarto elemento é o recondicionamento. Através da metodologia própria do Slim 8 auxiliamos pessoas a conquistar uma melhor satisfação com a forma física.

Tomiyama, A.J. Stress and Obesity. Annual Review of Psychology. Vol. 70:703-718, 2019.


Compartilhe: