Hipertensão x Treino de Força mito ou ciência?

Por:Alessandro Assis
Notícias

02

Jul 2019

A Hipertensão é uma das doenças mais comuns entre os brasileiros atualmente. Pergunte seus conhecidos, a cada 4 brasileiro, pelo menos um tem pressão alta. Infelizmente ela é grande responsável para a mortalidade nos casos de: 

  • Infarto;
  • Acidente vascular cerebral.

Que matam mais de 300.000 brasileiros anualmente.

A doença é tão grave que em 2013 chegou a ser tema do dia mundial da saúde, em 2008 mais de 40% da população maior de 25 anos tinha hipertensão. Apesar da evolução dos recursos, o número pode ter aumentado consideravelmente já que se trata de uma doença silenciosa. 

Ao ir ao médico e identificar a hipertensão, frequentemente o paciente é impelido a fazer atividade física, mas qual seria a mais indicada para uma pessoa hipertensa? 

Treino de força e treino de resistência 

O treino de força tem o objetivo de aumentar o volume das fibras musculares, é indicado para quem quer:

  • melhorar o equilíbrio, 
  • aprimorar a coordenação motora;
  • aumentar a agilidade.

O treino de força, acontece através de repetições e alternância entre cargas de peso e descansos. Já o treino de resistência, utiliza menos carga, mas conta com maior número de repetições. Como o próprio nome já diz, o treino de resistência visa trazer mais potência física ou resistência e é indicado para pessoas que se exercitam regularmente.

Pessoas com hipertensão podem fazer Treino de Força?

A resposta à pergunta é SIM!

O ganho de força muscular pode reduzir todas as causas de mortalidade em hipertensos. Obviamente é necessário que o aluno se empenhe em definir uma meta e manter uma frequência para conquistar um resultado satisfatório.

Quando se fala em treinamento para hipertensos, é comum relacionar o tema com treinamento aeróbio/cardiorrespiratório. Mas e o treinamento resistido (TR)? Não é necessário?

Que o treinamento resistido promove o aumento do recrutamento de fibras musculares e a hipertrofia todos já sabem! O que poucos sabem, é que o  ganho de força reduz todas as causas de morte em hipertensos devido o seu potencial dilatador. 

A prática de atividades físicas fortalece o endotélio, camada interna das artérias fazendo com que o sangue bombeado não cause nenhum dano por onde passar. Além disso, a inclusão de atividades físicas na rotina ajuda a reduzir o colesterol e o índice glicêmico que tanto ameaçam o sistema cardiovascular.

Durante 23 anos, foi realizada nos Estados Unidos, uma pesquisa com 1506 homens hipertensos com mais de 40 anos. Em 18 anos de pesquisa, 183 dos participantes morreram. Já os participantes que faziam treino de força muscular apresentaram redução de 41% nos fatores de risco de mortalidade.

Hipertensão x Treino de Força mito ou ciência?

Resultados do estudo supracitado

Conclusão

Portanto, é aconselhável, principalmente aos homens, maiores de 40 anos, hipertensos seguir as diretrizes do treino de força.

O TR é importante para reduzir tanto a pressão arterial em repouso quanto o risco de mortalidade a longo prazo. Este treinamento aumenta, comprovadamente, a sobrevida do paciente e reduz as falhas físicas.

Ninguém, principalmente hipertensos, devem fazer atividades físicas sem acompanhamento de um profissional de educação física. Somente na Pratic Fitness Club, você tem acompanhamento personalizado focado na sua saúde.

O corpo é o nosso bem maior, por isso, preserve a sua saúde.


Compartilhe: